Registro de Patentes

A criação de uma Patente é um fator crucial aos empresários que desejam ser competitivos numa sociedade onde o ciclo de vida dos produtos é cada vez mais curto e a concorrência cada vez mais acirrada.

Definida como o “título exclusivo de propriedade conferido à alguém pelo Estado”, a patente é, portanto, decisiva para a prosperidade empresarial num mercado de extrema competição, uma vez que ela garante os direitos sobre uma nova tecnologia, seja de um produto ou processo.

Proteja sua invenção

A Multmarcas oferece a você todo o suporte jurídico especializado para que a sua invenção ou inovação seja protegida por lei. Assim, você terá direito a explorá-la no mercado, além de inibir que outras pessoas façam o mesmo. Tenha em mãos esse instrumento empresarial eficaz que lhe permitirá obter a exclusividade de uso de um novo produto ou processo. Certamente, esse será um diferencial perante a concorrência e para a obtenção de lucros por meio da comercialização direta ou através de licenças.

Passo a passo de criação de patentes na Multmarcas

Veja como trabalhamos:

  1. Primeiramente, recebemos o seu pedido de patente através do nosso site.
  2. Busca da patente: Por meio dos nossos softwares especializados, realizamos uma pesquisa completa para identificar se o produto ou processo em questão já foi patenteado. Caso isso não tenha ocorrido, iniciaremos o processo com a criação do pedido de patente.
  3. Pedido de criação de patente: Nessa fase, reunimos toda a documentação necessária para fazer o seu pedido de criação de patente e damos entrada ao processo.
  1. Acompanhamento e assessoria: Oferecemos acompanhamento e assessoria durante todas as etapas da criação da sua patente (do pedido à concessão da patente). Caso documentos e modificações na documentação sejam necessários, oferecemos todo o suporte necessário para que não ajam gargalos no processo.

Tenha mais informações sobre “Como criar uma patente”.

 Quais os tipos de patente feitos pela Multmarcas?

 Através dos nossos escritórios regionais em Maringá-PR e Franca-SP,  você pode fazer o pedido dos seguintes tipos de patente:

  • Invenção: é interpretada como uma criação intelectual que tem por objetivo mostrar uma solução nova para um problema técnico. A criação de um produto, dispositivo, método ou processo totalmente novo ou que pode ser aperfeiçoado são alguns exemplos.
  • Modelo de Utilidade: trata-se de uma inovação, ou seja, uma intervenção ou adaptação de um produto ou processo existente que o transforma, podendo ser melhorando algum processo técnico, aumentando o desempenho ou qualquer outro tipo de interferência que muda a forma como o produto ou processo se comportam, transformando-os em algo melhor. É suscetível também à aplicação industrial.

Um exemplo é o celular. Logo que foi inventado ele possuía uma determinada configuração, caracterizando como um registro de patente, com todas as suas descrições e detalhamentos. Conforme novas tecnologias foram sendo descobertas, propostas e aplicadas, foram sendo feitas intervenções nesse tipo de aparelho, como telas touchscreen, identificadores de chamada, etc. Dessa forma, novas patentes, com essas novas interferências, foram sendo propostas.

Para que uma patente seja feita, o objeto em questão deve, portanto, atender aos requisitos de novidade, atividade/ ato inventivo e aplicação industrial.

O que pode e o que não pode ser patenteado?

Se você tem a intenção patentear algo mas está em dúvida, acesse o nosso blog e confira, na íntegra o que pode e o que não pode ser patenteado.